segunda-feira, 11 de junho de 2012

Decepção é palavra pouca ou talvez não

E eu que cheguei a acreditar que, hoje, iria ter toneladas e toneladas de visitas por causa de uma palavrinha de que falei aqui e nada. Atenção, não me interpretem mal. Com "nada" não quero dizer nada de nada mesmo. Graças aos santinhos (e às pessoas que por aqui passaram, obviamente), hoje, como nos últimos tempos, tem havido um número jeitoso (pelo menos a meu ver) de visitas por aqui. Não tenho com que me queixar. O que eu quero dizer é que não tive tonelada nenhuma nem nada que se pareça. E eu que julgava que ia rebentar a escala. Que os gráficos iam entrar em parafuso. Que o mapa mundo iria estar todo colorido com o verde mais escurinho. Pois que não. Pois que, hoje, esteve tudo na mesma, tudo na paz, sem confusões. Tudo controlado, portanto.

Sendo assim, só me resta esquecer o estrelato blogosférico e remeter-me à minha triste condição de blogger pobre.  Pobre, mas agradecida a quem perde o seu tempo para me ler. Agradecida e muito, mesmo.

2 comentários:

  1. Só ainda não te descoseste com a maldita palavra...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E tu não te esforçaste nem um pouco para a descobrires... :p

      Eliminar