terça-feira, 9 de outubro de 2012

Querem ver, esta agora...


E lá vou ter de falar, mais uma vez, da senhora formadora. E custa-me, acreditem. Preferia sair de cada formação e esquecer aquilo, pelo menos, até à próxima sessão, mas não dá. Não dá mesmo. Para além das pérolas do novo acordo ortográfico e do sorriso pepsodent permanente, também vos falei daquela cena do "meu amor", certo? Bem, não gostei, como também já sabem, mas percebi que tinha a ver com aquele jeito da senhora formadora de querer agradar. Aquele seu jeito hipócrito-enjoativo que me irrita profundamente mas que lá terei de aguentar até ao final da formação. Já me vou mentalizando para isso.



 

 
Mas a coisa piorou. Piorou e muito. Sim, é possível. Admito, também não acreditava que poderia ser possível. Mas é. Ai se é...
Então, vamos lá ver. É verdade que, em todas as aulas, sempre que chego, a senhora formadora olha para mim, de alto a baixo, com os olhos arregalados, o seu já famoso sorriso crispado e diz qualquer coisa do género: "está tão elegante (o "tão gira" costuma ser a variante), hoje, Mam'Zelle". Um dia, até me gabou, por diversas vezes, as calças que levava vestidas. Já só estava mesmo à espera do momento em que a senhora formadora me iria pedir para as despir, que as queria levar para casa. Faz parte da sua táctica para agradar, pensei eu. O que se há-de fazer. Nada, pois. 
Mas, desta última vez, foi diferente. Estávamos todos a fazer, individualmente, um teste sobre Inteligência Emocional (diz o teste que tenho muito pouca. Mas, pelos vistos, os psicopatas e os depressivos têm muita. Por isso, até fiquei bem satisfeita), quando a senhora formadora, passando pelas mesas, pára na minha, baixa-se e diz-me ao ouvido, num tom excessivamente meloso: "Quando for grande, quero ter a cinturinha da menina". Eu, embrenhada que estava no teste, fiquei petrificada. Ainda consegui abrir um pouco mais os olhos, a boca também, se não me engano. Olhei de lado para a senhora formadora e tentei sorrir. Mas a senhora formadora, já tinha virado costas, tipo criancinha que acaba de revelar um segredo e depois fica toda envergonhada.
Estão a visualizar a cena? Também vos parece estranho e muito pouco normal ou sou só eu que ando com falta de tolerância e sem pachorra para a senhora formadora? Estou deveras preocupada. Agora só não sei muito bem se a preocupação é comigo ou se é com ela, a senhora formadora.

 

22 comentários:

  1. Respostas
    1. Ahahahah! E com esse do "uma beca" já estás a ser indulgente, Urso ;)

      Eliminar
  2. Eu teria medinho! Não sei que te diga... mas tenta não andar sozinha em lugares onde se possam cruzar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahahah! Por agora ainda só estou preocupada, Guilhim, mas acredito que o medo venha logo a seguir... :D
      Por acaso, já me cruzei com ela, no Dolce Vita. Ela ia sozinha, mas, felizmente, eu ia acompanhada :)

      Eliminar
  3. Naaaaaaaaaaaaaa, desculpa, mas isso não é normal...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois... também não me parece normal, não,, Miss Certezas...

      Eliminar
  4. Será que a senhora é apaixonada por ti?!?... Ui! Havia de ser bonito ;P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahahah! Também não exageres, ó Libelinha! ;p

      Eliminar
  5. Há romance no ar?

    homem sem blogue
    homemsemblogue.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Engraçadinho... Eu dou-te o romance, ó hsb... ;p

      Eliminar
  6. essa senhora formadora tem os sapatos grandes?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sapatos grandes, pedro b? Por acaso não. Os saltos é que são altos, que a senhora formadora é baixita...
      Ouve lá, estás a querer dizer que a senhora formadora é homem, é isso? Bem, deixava-me menos preocupada, é um facto... Ou será que tens outra teoria mirabolante?

      Eliminar
    2. vê bem porque eu acho que tem... é que pelo que descreves a senhora parece-me bem sapatona!

      Eliminar
    3. peço desculpa pela intromissão, mas e maçã de adão tem?
      se sim, hit the road jack...

      Eliminar
    4. É pá, acreditas que tive de ir ao sr. Google para verificar o significado de sapatona? Pelo contexto, até cheguei lá, mas como nunca tinha ouvido tal expressão quis ter a certeza... Tenho desculpa, 'tá! Lá em França não se diz sapatona, ok?! ;p
      Agora se a senhora formadora o é ou não... isso é que já não sei...

      Eliminar
    5. Ahahahahahaah!! Penso que não, Urso :)

      Vê-se que és novo por aqui. Não se pede desculpa, pá! Podes intrometer-te à vontade! ;D

      Eliminar
  7. Ahahahahah
    Embicaste mesmo com a mulher; relaxa. Ela identificou-te como "o elemento dificil", aquela que ê preciso convencer para ganhar a turma e está a tentar conquistar-te; é só isso. Está é a fazer uma abordagem esquisita; falta de jeito!
    Ahahahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que sou o elemento difícil - concordo;
      Que está a tentar conquistar-me - também me parece;
      Que me irá convencer - nunca!
      Põe "abordagem esquisita" nisto... Apre!

      ;D

      Eliminar
  8. Há cada personagem :/ Cá para mim a mulher anda a bater o coro! Tem cuidado pá, daqui a pouco está a dar-te um beijo daqueles todos repenicados.

    Boa semana ^^

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahahahah! Acredito que o desespero da senhora formadora seja grande, mas não me parece que irá chegar a vias de facto. Isso é que era mesmo o fim da picada, cara! Puxá vida! ;D

      Boa semana, Pi! :)

      Eliminar