terça-feira, 8 de janeiro de 2013

La vérité sort de la bouche des enfants


E a boca das minhas piquinitas não é excepção.

 
 
 
nota: aproveito para agradecer, mais uma vez, a todos aqueles que me desejaram os parabéns através dos comentários ou do email.
OBRIGADA, malta!

10 comentários:

  1. De nada ;p

    homem sem blogue
    homemsemblogue.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. parece que serei a primeira pessoa a dar-te os parabéns no dia seguinte. Tudo bem... até pode parecer esquecimento, mas não é. Muito pelo contrário. toda a gente se lembrou de ti no dia dos teus anos, até o Google... mas eu lembro-me de ti nos outros dias. E em proporção, quem é que se lembra mais de ti? Sou eu.Porque tu só fazes anos uma vez por ano e eu até sou gajo para vir dar-te os parabéns nos restantes 364 dias. Só não o farei para não correr o risco de parecer muito enjoativo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso, foste o segundo, Roque.
      Mesmo assim, adorei a tua explicação. A modos que até fiquei emocionada, vê lá tu. E olha que não é fácil :)
      Obrigada!

      Eliminar
  3. E quem diz a verdade não merece castigo! E as tuas piquenas sabem do que falam :)
    ***

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade! Escolheram mesmo bem o postal. São observadoras, como a tia ;)

      Eliminar
  4. Bah, como sempre, sou a última a chegar à festa. :/
    Bom, é da maneira que hoje recebes uns parabéns. Diz lá que não te sabe bem darem-te os parabéns assim inesperadamente? ;)


    (a ver se engoles esta desculpa de atraso.:P)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda vais a tempo... até ao próximo aniversário faltam uns quantos dias! ;)
      Uiiii, se soube... :D
      Obrigada, Rachelet!

      (tens noção de que o teu parêntesis estragou tudo, não tens...? ;p)

      Eliminar
    2. (assim sou eu: uma no cravo, outra na ferradura!)

      Eliminar
    3. (pois, pois... já tinha dado conta...)

      Eliminar