domingo, 15 de novembro de 2015

O mundo está perdido #8


Nunca mais irei conseguir gozar com os supersticiosos das sextas-feiras treze. Nunca mais.



Depois do choque. Depois da incredulidade. Depois do aperto.
O que haveria de ficar depois?
Depois, ficou a inquietação.
Daqui para a frente, para sempre, fica o medo de ter de criar uma filha num mundo destes.

8 comentários:

  1. É verdade... :/ mas vamos acreditar que um dia vamos ter um Mundo melhor!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É tão difícil acreditar nisso. Eu cá não consigo. Pelo menos, ainda não…

      Eliminar
  2. Lembrei-me logo de ti ...
    Abraco apertado!

    ResponderEliminar
  3. Tive uma professora que afirmava que “trazer um filho ao mundo é um acto de egoísmo”… às vezes até parece que entendo o que queria dizer…

    beijinho Grande,
    FATifer

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também já ouvi essa opinião. Entendo o propósito. Mesmo assim, não consigo concordar.

      Beijo gordo, FAT.

      Eliminar
  4. É mais difícil quando temos filhos... quando temos pessoas que gostamos de verdade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, S.o.l. É uma angústia incontrolável.

      Eliminar