quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Aquela casa (per)feita para mim #2


Foi há mais de um ano que falei sobre ela de uma forma mais aberta
Foi há mais de um ano que vim para aqui confessar a minha desilusão, despejar a minha frustração, desabafar um tico.
Nessa altura, só não desisti de tudo porque não podia. Não havia como voltar atrás. Mas, se, naquela altura, tivesse tido essa hipótese, teria devolvido a casa que tanto me tinha feito vibrar quando a visitei pela primeira vez. Despachava-a sem hesitar. Mandava-a às urtigas. Nem tanto por já não me sentir com forças para enfrentar tantos problemas (e acreditem que me faltaram muitas vezes, essas forças). Devolvi-a a na hora porque já não gostava dela como daquela primeira vez. Já não sorria com os olhos quando entrava por aquela porta antiga. Já não fazia planos quando subia aquelas escadas de madeira. Já não me sentia em casa.
Esse era o meu maior receio. Não conseguir ser feliz na casa que tantas dores de cabeça me estava a dar.

Já passou mais de um ano. 
O previsto, quando adquiri a casa, era podermos vir viver para cá quando a Bolachita fizesse três meses. A Bolachita já fez dois anos (vinte e cinco meses, para ser mais exacta) e só nos mudámos definitivamente há uma dúzia de dias.
Já passou mais de um ano e, parando para pensar, sentada no meu sofá vermelho, percebo que aquele meu receio não tinha razão de ser. 
Vejo, de novo, que esta é a minha casa. 
Sinto que não poderia ser outra. 
Acredito que é, de facto, a casa perfeita para mim.
Perfeita para nós. E, sim, estás incluído neste 'nós', meu Bananita Casmurro. Tu e as resmas de filhos que poderemos vir a ter.
Finalmente.



nota: não, todos os problemas não estão resolvidos, longe disso. mas, pelo menos, já podemos viver na casa. aproveitá-la. e, o mais importante, a Bolachita já tem o quarto dela que, modéstia à parte, está lindo de morrer. ;)

12 comentários:

  1. Ella não disse que ía correr tudo bem???? E não é que correu???? :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ella disse, sim. E, até agora, está tudo a correr relativamente bem, sim. ;)

      Eliminar
  2. Que bom :)
    Ainda me lembro de ter lido o teu desabafo, só não tinha noção de ter sido há já mais de um ano.
    Fico verdadeiramente feliz por vocês porque eu própria desejo um dia ter a "minha/nossa" casa e acho que não há como isso. Que bom mesmo! Só demonstra que às vezes as dificuldades, por mais que custem, vêm para nos ensinar a dar mais valor às coisas :) Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :)
      Muito obrigada por este teu comentário, VerdezOlhos. É bom perceber que pessoas que não me conhecem, que passam por aqui em silêncio, ficam contentes quando as coisas me correm bem.
      Mais uma vez, obrigada. Espero sinceramente que consigas, tu também, concretizar esse teu deseja de teres a tua casa. :)
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Havemos de conseguir sim :) Obrigada :)
      A parte maravilhosa dos blogues é essa ;) beijinhos

      Eliminar
    3. Vê lá é se não escolhem uma casa para remodelar, a não ser que tenham pessoas de confiança na construção…

      Tens razão, é um dos encantos deste mundo da blogosfera. :)
      Beijinhos.

      Eliminar
  3. Fico tão contente por vocês!

    E o que eu disse mantém-se, se precisares de uma armada de gente para bater em alguém, é só dizeres :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Anouska!

      Eheheh, eu não me esqueço. ;)

      Eliminar
  4. La maison, plus que, parfait pour la famille. Pour vous!!!

    ResponderEliminar
  5. E se tirares novamente uma foto do mesmo sitio, vais ver que, já tanta coisa mudou.
    Rolha de cortiça...um must.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E vou tirar. Calma aí.
      Um must? Se fosse na conversa de uma certa pessoa... enfim...
      Cala-te boca.

      Eliminar