terça-feira, 27 de novembro de 2012

É por estas e por outras...#9


... que não vou, nunca fui e jamais pretenderei ir, em certas e determinadas cantigas.
Ah, e tal, os homens são como o vinho do Porto, quanto mais velhos melhores. Ah, e tal, ficam mais charmosos, atraentes, cativantes, encantadores, desejáveis. Para resumir a coisa, parece que ficam mais poderosos e esteticamente interessantes.
E, claro, essa aparente verdade é dita em detrimento das mulheres que, como as árvores das florestas, quanto mais velhas... mais velhas. E não me alongo que é para não me irritar e não piorar aquelas ridules* (sim, porque a Mam'Zelle ainda não tem rugas, é o que mais faltava) que me começam a aparecer no cantinho dos olhos e na testa.
Ora eu cá não concordo. Nem um tico. Nada. Patavina. Não, não e mais não. A questão do sexo, neste caso, não faz sentido algum. Há pessoas que envelhecem melhor que outras. Há pessoas que, enquanto jovens, não tiveram sorte nenhuma com a aparência que deus lhes deu e que, com a idade, só melhoram. Há pessoas, pelo contrário, que envelhecem menos bem. Temos pena. Mas é a realidade. Dura e crua. Pura e dura. Tão certa e verdadeira como eu ser a Mam'Zelle e vocês serem a malta que me lê. Ponto. PES-SO-AS. Indiscriminadamente. Entendido?
 
Lembrei-me disto ontem, ao ver um programa, na minha querida M6. Alguém aqui se lembra do Glenn Medeiros? Lá em França, há vinte e tal anos atrás era tão conhecido como o Bieber hoje em dia. Em Portugal, não sei, mas acredito que sim. Pois que, como já disse, ontem vi uma reportagem muito interessante e esclarecedora que mostrava o que tinha sido feito do menino Glenn. E não vou acrescentar nem mais uma palavra. As imagens falam por si.
 
 
ANTES

 
 
 
 
DEPOIS

 
 
 
Outro óptimo exemplo é o do Duck dos falecidos Excesso. Lembro-me de ter visto uma reportagem na SIC, há uns tempos, onde o Paulo Macedo (o seu verdadeiro nome) aparecia. E fiquei chocada. A diferença ainda é mais flagrante do que com o Glenn. Só que não consigo encontrar a porra de uma foto actual deste "nosso" exemplar português na internet.


* usei a palavra francesa porque, para além de ser muito mais chique, que eu saiba, não há equivalente em português. Por cá, só há rugas. Por lá, há ridules e rides. E a Mam'Zelle, por enquanto, só tem ridules. Ah pois é.
 

53 comentários:

  1. E... Eu tenho rugas com muito orgulho!

    Quanto à personagem que mostras, nunca ouvi falar e... Nem o acho giro novo e lógicamente, como tu bem mostras, não o acho giro velho. E dos Excesso nunca lhes achei piada nenhuma!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E fazes muito bem, Libelinha. Eu não tenho, por isso mesmo, ainda não posso ter orgulho nelas...

      É normal não lhe achares piada agora. Mas se tivesses agora uns 10/12 anos... O rapazito tinha o seu charme, essa é que é essa :)
      Quanto aos Excesso, também nunca lhes achei piada. Mas se visses o "Antes" e o "Depois" desse tal Duck, ficavas de boca aberta, te garanto...

      Eliminar
  2. Lembro-me bem do Glenn Medeiros cantar "Nothing Gonna Change My Love For You"
    Tinha boa voz e excelente aparência, não fazia a minima ideia do que era feito dele.
    Continua em França?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahh, e tal como a Libelinha, também tenho rugas, rides, whatever...
      São orgulhosamente minhas.

      Eliminar
    2. Lembras, lembras?! :)
      Ainda bem que aqui estou, né?!
      Não, agora é director de uma escola. Penso que no Havaí. E ainda dá alguns concertos por lá.

      Eliminar
    3. Ahh, e eu não tenho nada contra as rugas de ninguém. Ainda não tenho, por isso não posso falar das minhas. Pode ser?! Ou vão crucificar-me por isso...?

      Eliminar
    4. Crucificar não diria, agora um apertão no pescoço ía bem...
      ahahahahahahahah

      Eliminar
  3. Quando tinha 18 era um puto inconsequente. Hoje, 20 anos depois, não tenho saudades absolutamente nenhumas desse indivíduo. Há mais cabelos brancos (embora haja menos cabelo), mais rugas, mas também há mais e melhor sentido de humor, mais inteligência, mais personalidade e é isso, pelo menos para mim, que significa envelhecer bem.
    Se as mulheres são mais penalizadas? Não acho. Aqui por casa, o lado feminino está cada vez mais solto, mais espirituoso, mais confiante e isso torna-a cada dia mais bonita e mais apaixonante.
    Aqui por casa, com mais ou menos cabelo branco, o processo de envelhecimento tem corrido bastante bem :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo com essa tua visão do "envelhecer bem", Roque. Mas, deves concordar comigo que, quando se diz que os homens são como o vinho do Porto, não se está propriamente a falar de melhorias a nível intelectual...
      Quanto às mulheres, também concordo, claro. Oh, mas esta parte foi tão bonita! Espero que não só te apercebas disso como também o digas, de vez em quando, à pessoa em causa ;)
      Sorte a vossa! ;D

      Eliminar
    2. Nós somos como o vinho do porto porque temos uma vantagem em relação às mulheres. Vocês envelhecem mais cedo... e de propósito. A pressão de serem levadas a sério faz-vos querer crescer mais rápido. Quando se diz que os homens são mais imaturos... o que nós somos é mais descontraídos, rimos mais, relaxamos mais, "palhaçamos" mais. Vocês são mais contidas, mais preocupadas. Uma mulher aos 20 quer ter 25 e veste-se para parecer que tem 30. Nós somos o inverso. Temos 40 e ainda vamos à Pull&Bear.

      P.S. Cá em casa verbaliza-se muito. Essas coisas, outras coisas... todas as coisas :)

      Eliminar
    3. Eich...! A sério, Roque? Que desilusão... E tu que até fazias parte da malta que eu considero sensata, que não se deixa levar por ideias preconcebidas ou pelo caminho mais fácil...
      Pois que não concordo nada contigo! Pois que tenho a certeza que sou mais descontraída, que rio mais, que relaxo mais e que "palhaço" mais do que muito homem por aí (isto só retomando os teus exemplos...). Mais uma vez, não tem a ver com ser-se homem ou mulher. Tem a ver com cada pessoa. E preocupar-se com o que interessa não é, de modo algum, contraditório com o que foi dito antes! Costumo dizer que continuo a ser criança, mas deixei de ser infantil há muitos anos. Aí está a diferença! Já passei dos 30, mas quando tinha 20 não queria ter 25, quando tinha 15, também não queria ter 18. E, hoje em dia, não quero parecer ter nem 20 nem 40. Aliás nem penso nisso. Mas, se pensar, posso dizer que quero parecer o que sou, tão simples quanto isso. Até porque não sou uma idade, sou uma pessoa.

      P.S. Ainda bem! Pelo menos isso... é o que te salva, Roque! ;p

      Eliminar
    4. Óbvio que há excepções ao que eu digo... e ainda bem. Aliás... eu só conheço excepções ao que eu digo - sou muito selectivo nas minhas relações :)
      Mas acho muito sinceramente, porque é isso que vejo, que muitas pessoas (mais mulheres que homens) têm uma pressa pouco saudável de parecerem mais "maduras". E muitas vezes a sociedade reclama isso. Eu vejo isso no grupo em que me relaciono. Todos somos "velhos", ninguém tem filhos e todos temos uma atitude demasiado descontraída (não irresponsável) com a vida e todos temos famílias que acham que já era tempo de termos juízo :)
      Acho que isso se passa mais com as mulheres porque a pressão é maior... de ter filhos, de ser bem sucedida profissionalmente, de ser respeitada como pessoa... e por aí fora.
      E sim... não és uma idade. Ninguém é... mas é o que toda a gente vê.

      Eliminar
    5. Bem, não conheço muita gente que tenha essa pressa toda, e ainda bem. Mas, no fundo, no fundo, até entendo onde queres chegar. Continuo, no entanto, a dizer e repito as vezes que forem necessárias que o ser-se respeitado enquanto pessoa não passa pelo parecer mais velho, muito menos por usar determinada roupa ou fazer vénias a uns e a outros. Caso contrário estaria bem lixada da minha vida... E, se calhar, até estou um pouco, mas isso já é outra história… ;)

      Eliminar
  4. Em PT, «rídulas».

    (E sim, orgulho-me de ser a gaja que melhor envelheceu em praticamente toda a minha lista do Facebook. Take that, malta que gozava por eu ser demasiado magra ou caixa d'óculos ou não usar as marcas da moda! Que tal se está aí no país dos balofos, calvos e engelhados? :D)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É pá, eu sabia! É no que dá perguntar a outra pessoa que sabe menos do que eu! É verdade, uma pessoa que até percebe muito deste assunto disse-me que "rídulas" não existe. Vou matar alguém... ai vou, vou... Obrigada, Rachelet! :)

      (Ahahahahahah! Muito bom! A vingança é um prato que se serve frio e sabe tão bem... ;D)

      Eliminar
    2. T'as pas demandé à la traductrice, voilá bon!

      O karma tem sido um tipo porreiro na sublimação dos meus pequenos traumas adolescentes. Tenho uma muito engraçada a título de exemplo: não é que todos os ex que acabaram comigo engordaram imenso e aqueles com quem acabei continuam magros? :D
      É macumba? Não, é justiça cósmica!

      Eliminar
    3. Bein ouai... tout le problème est là!

      Sérieux?!!! Isso é o máximo! Deves-te sentir uma verdadeira justiceira!
      (mas, espera lá... tu não devias ter engordado por causa daqueles pobres moços com os quais acabaste...? Desculpa, mas não é justiça não senhora, é macumba mesmo... Daquela poderosa!! ;p)

      Eliminar
    4. Aparentemente, a coisa funciona assim... E bom, é verdade que engordei depois dos 30, mas como eu era escanzelada, acho que me dei bem com o negócio. (Além de que fiquei sempre amiga dos ex com quem acabei ou cuja relação acabou de mútuo acordo.)

      Eliminar
    5. O importante é que ficaste a ganhar! :)
      A mim também sempre me disseram: depois dos 30 vais ver se não engordas... E está visto, não engordei não. Pelo menos, ainda não notei nada.
      (mas amiga daquelas mesmo do peito, ou "amiga" do FB?)

      Eliminar
    6. Os meus melhores amigos são 2 ex. :)
      E não, não há «clima». Tornou-se incestuoso pensar nisso.

      Eliminar
    7. A sério, Rachelet? Estou estupefacta (e com alguma inveja, confesso)!
      Pensava que isso só acontecia nos filmes...
      Desculpa a pergunta (se for muito indiscreta, dá-me na cabeça que é como quem diz manda-me à fava), mas isso de se tornar "incestuoso", é quando os dois têm uma nova relação, certo? Porque, de resto, parece-me tão impossivelmente fixe que os dois consigam sentir só amizade um pelo outro... E, se assim for mesmo, ainda há esperança... (esta última frase é um desabafo, não ligues)

      Eliminar
    8. Indiscreta nada! Eu tenho um quase Asperger no que toca a falar da minha vida pessoal. Parece que não sei quando calar a boca. :D
      Mas para responder à tua pergunta: ao fim de algum tempo (com e sem outras relações de uma ou ambas as partes) e de tanta partilha de experiências, a coisa fica tão resolvida que a mera ideia de andares a trocar cuspo com aquela pessoa é como se o fizesses com um irmão. E olha que sou filha única!

      Sei que não é muito comum, mas atribuo-o a uma visão própria que tenho dos relacionamentos amorosos. Nunca fui de curtes; em vez disso, costumo envolver-me com alguém com quem tenho alguma afinidade e a coisa desenvolve-se por aí. Acho que depois de passares meses ou anos a fio a investir tanto em conhecer e dar-te a conhecer a uma pessoa, é um desperdício deitar fora tudo isso só porque um de nós (ou ambos) já não sentimos «aqueeeela coisa». E assim, depois do período de «luto» necessário (sim, porque acabar com alguém e querer ir ao cinema logo no sábado seguinte é esticar a corda e enviar sinais confusos), temos um bom amigo.

      (A não ser quando eles são fdp. Mas isso só me aconteceu uma vez. :P)

      Eliminar
    9. Quando entrei para ler os comentários já sabia que ia ler muitas frases de elevação feminina, não sabia eu (ingénuo) contudo que ia encontrar inaudito diálogo. Dei por mim a ir buscar pipocas, colocar óculos 3D e uauuu, ontem o meu universo era infinito, hoje é infinito +1.
      Agora a sério. 'Zelle tens 30 anos? Será que fui o único parvo a olhar para as tuas fotos e pensar: "20 anitos, não fere o olhar, deixa-me imaginar quando ela tiver 30". (nem a ser simpático conseguia criar mentalmente essa tua imagem de 30) :P
      Rachelet, sim, também já vi fotos tuas e do teu cãozito a pilhas e envelheceste demasiado bem, gosto das tuas maças do rosto porque por mais zangada que estejas elas fazem com que os teus lábios façam sempre uma curva ascendente.
      P.S.- Não é engate nem elogio, apenas a narrar o que vi.

      Eliminar
    10. Não foste o único parvo, não. Quem aqui vem já terá percebido que a Mam'Zelle fez um pacto com o Demo, na melhor tradição de Fausto, e parece mais nova do que muita mocinha de 20s que por aí saltita menos alegremente.

      (E essa das maçãs do rosto teve piada. Mas tenho de tirar fotos zangada a ver se confirmo o efeito. Agora fiquei na dúvida.)

      Eliminar
    11. Desculpem lá a intromissão, mas vocês sabem que a Mam'Zelle é uma octogenária louca, que passas os dias nas esplanadas a incomodar as pessoas com histórias mirabolantes de quando era actriz de cinema em Paris e que aquilo que vemos aqui é só photoshop? Sabem, não sabem?

      Eliminar
    12. Hahaha, que bela imagem, Roque! Já a vejo a sacar do álbum de recortes enquanto se senta à mesa de um casalinho de adolescentes... «E esta aqui sou eu na estreia do Les parapluies de Cherbourg»... aquela vaca da Deneuve é que se meteu à frente para a foto!»

      Mam'Zelle, sabes que vais ter subornar os frequentadores das esplanadas do Coimbra para não se chibarem e confirmarem esta calúnia.

      Eliminar
    13. Obaaaaaa! Mas que festa que p'r'aqui vai, minha gente!
      Calma. Vamos por partes...

      Eliminar
    14. :D

      Também nunca fui de curtes. Sempre fui muito cerebral (demasiado). Mas se me posso orgulhar de algo é de ter um enorme respeito pelas pessoas com as quais tive um relacionamento e por, ainda hoje, as admirar enquanto pessoas. Por isso mesmo, ter alguma pena de não ser a melhor amiga dos meus ex (no mínimo uma boa amiga, vá). Não que não queira, mas porque não posso ser só eu a querer. E, verdade seja dita, também não sou moça suficientemente corajosa para insistir no que quero, e acredito ser o melhor, quando envolve outra parte. Depois há as novas pessoas que entram nas nossas vidas respectivas que também podem não achar grande piada à ideia. Enfim... e para resumir a coisa, tens muita sorte Rachelet! :)

      (“fdp” é aquele palavrão que mete “filho” pelo meio, ou melhor no início, certo? É que sou meio despistada e não quero que me falhe uma parte que possa ser importante… ;p)

      Eliminar
    15. É impressão minha ou o Mr. Verdade nunca comenta os posts em si, quando vem cá comentar? ;p
      Fico super feliz em saber que ler os comentários aqui da malta é melhor que ir ao cinema (já te fiz poupar uns trocos, hein...)
      Não, não tenho 30, já passei por lá, há uns anitos. Não, também não foste o único parvo, houve mais (salvo sejam).
      “20 anitos, não fere o olhar”? – desculpa, esta parte/expressão não entendi. Explica lá isso melhor, Verdade. Para poder responder à letra (ou não, logo se vê).

      (é que gostaria de saber se há ali algum elogio pelo meio, já que, com a Rachelet, não te inibiste ;) Agora, uma coisa é certa concordo contigo em tudo e até já lhe disse que ela é qualquer coisa. A diferença é que eu não tive medo em admitir que era elogio... :p Engate também não foi, é um facto, mas só porque sou mulher e daquelas straight, caso contrário, não sei não...)

      Eliminar
    16. Ahahahah, Rachelet, tu não existes! Mas lá que ganhei algumas apostas, na altura, lá isso ganhei :)
      (o meu pacto com o demo chama-se, no máximo dos máximos, photoshop dos bons… ;p)

      Eliminar
    17. Ahahahahah! E não é que estava um tico em baixo e voltar aqui e ler este teu disparate delicioso fez-me rir com vontade, Roque.
      Obrigada, tá? :D

      Pronto, os comentários dos outros também tiveram graça, mas aqui o Roque rebentou com a escala!!

      Eliminar
    18. Ahahahahah! Olha outra!
      Ei, e não te esqueças que sou muuuuuito mais velha que a Sra Catherine, Rachelet. Mas, na altura, tinha muito mais pinta do que ela, sem dúvida! ;p

      Achas mesmo que ainda não tratei disso? Comprei-os a todos. Os casais de namorados. Os solteirões. As tiazinhas. Todos corridos a suborno!

      Eliminar
    19. 'Zelle vamos por partes, por acaso é só uma parte mas dou uma de gajo culto ao mostrar que vou dissecar um tema. Claro que foi um elogio, até podia dar dois exemplos mas isso já era dar-me ao trabalho. Sim, a Rachelet é qualquer coisa, a diferença é que ao assumires isso não me pareces muito "straight" :)
      Depois quero ver a foto só para saber como é ter sempre razão.

      Eliminar
    20. É pá, foste por partes e não respondeste há única pergunta que te fiz, já reparaste? ;p
      A sério? Uma mulher não pode apreciar outra sem querer saltar-lhe para cima? Ai, Verdade... que cabecinha pouco aberta essa tua! ;p
      "Depois quero ver a foto só para saber como é ter sempre razão" - qual foto? A do Duck com 40 anos? Já disse que não encontro! E, já agora, quem é que tem sempre razão?

      (recapitulando, tens duas dúvidas para esclareceres. não te baralhes e vai por partes. vais ver que consegues ;) )

      Eliminar
    21. 1ª parte: A foto era em relação à Rachelet, sim, este blog não gira à tua volta :)
      2ª parte: Sobre a minha inocente frase provocatória (claro que faz sentido), de apreciares mulheres era só para eriçares o pêlo-na-venta, há que agitar as águas.
      3ª Que pergunta? E olha que eu sou rapazinho de responder a tudo.

      Ass. L'horrible tache

      Eliminar
    22. 1ª parte: isso até que percebi, Mr. Verdade, só me quis meter consigo. Mas tens de mencionar com quem falas, ok? Que isto é tudo à vontadex, mas não convém ser tudo ao molho e fé no outro, sim? ;p
      2ª parte: sendo assim, menos mal... ;)
      3ª parte: pois que já nem eu sei, vê lá tu bem! Mas vou já pesquisar isso, espera...
      Ah, era esta parte:
      “20 anitos, não fere o olhar”? – desculpa, esta parte/expressão não entendi. Explica lá isso melhor, Verdade. Para poder responder à letra (ou não, logo se vê).
      Como assim, 20 anitos "não fere o olhar"? Com 30 já fere? (e o que é isso de "ferir"?)
      É verdade, Verdade, não entendo nada do teu discurso "não-elogioso", sorry... (é que o costume é ser bastante elogiada, deve ser por isso... ;p)

      Eliminar
    23. Ah! Quase que me esquecia! Saíste-me uma bela "tache", Mr. Verdade... ai saíste, saíste... ;D

      Eliminar
  5. Então bora lá Mam´Zelle!
    Homens e mulheres envelhecem bem ou mal conforme têm de envelhecer segundo o seu código genético e mais ou menos excessos que tenham cometido (a minha mãe sempre me disse que aos quarenta teria a cara que merecesse (sou uma maria bardajona que nunca teve cuidado com a pele - cigarros, sol a mais, hidrtação 0, enfim...). O que me safa é de certeza o código genético.
    A sociedade é muito mais exigente no caso das mulheres; aos homens não ficam mal umas ruguinhas mas nas mulheres é uma tragédia grega (as rugas que tenho são todas de rir, rir, rir (seria impossivel não rir com a quantidade de palhaços que já apanhei pela vida fora).
    Acho que tenho envelhecido muuuuuuuuuuito bem e chego mesmo a achar-me muito mais gira do que quando era pita (e dizem que eu era mesmo muita gira).
    Quando me dizem que sou como o vinho do Porto respondo sempre que tudo tem a ver com a rolha que uso! Got it? Ahahahahahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então concordas comigo, ué!
      Acredito que tenhas envelhecido muito bem. Mas, um dia destes, vou querer confirmar com os meus próprios olhos... Ou eu não me chamo Mam’Zelle ;)
      Ahahahahahah! Do melhor!!!!

      Eliminar
  6. Então não lembro do Glenn, esse fofinho... :P. O que cantei a música do Nothing's gonna change my love for you, acho que não tinha outra, também. E era bem giro no contexto dos anos 90. Concordo contigo, envelhecer bem ou mal não tem a ver com o género mas sim com os genes e o estilo de vida. Eu, por exemplo tenho uma pele óptima no rosto e ainda só tenho ridules, também :)))). Esta é só mais uma das 1001 coisas inventadas pelos homens ao longo dos anos para que se sintam superiores.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai lembras, Miss Certezas?! E vivias cá em Portugal? P
      Por acaso, lá em França, teve outra com muito sucesso. Um dueto com uma moça francesa. Queres o link? Queres? Queres? ;p
      Nem mais! O que eles inventam para se sentirem superiores...

      (já agora, acredito que tenhas óptima pele, mas ainda és pequenina, certo?)

      Eliminar
    2. Não sei se quero saber porque me achas pequenina :p, mas estou entre os 35 e os 40 ;)

      E sim, mesmo estando em Portugal até música francesa ouvia (esse dueto escapou-se-me) mas lembro-me duma miúda francesa muito fofinha cheia de caracóis e que fez muito sucesso e tinha o disco dela de 45 rotações. Diz-te alguma coisa? Já fiz pesquisa mas não consigo encontrar o nome...

      Eliminar
    3. Olha, pensava que ainda não tinhas chegado aos 30...

      Essa miúda de que falas deve ser a do dueto mesmo! A tua descrição bate certo! :)
      Mas queres ou não queres que eu te dê o link? mau... ;p

      Eliminar
    4. Ora, então "amanda" lá o link para eu ver se é a mesma miúda ;)

      Eliminar
    5. Estava a ver que não, bolas! ;p

      Aqui vai: http://www.youtube.com/watch?v=4Q5_lzrNtdA

      (É esta? É esta? O Glenn, vinte e cinco anos depois, confessou que houve mais do que amizade entre os dois. É verdade! Quase verti uma lagrimita... Tão LINDINHOS! ;p)

      Eliminar
    6. opah não é esta e olha que podia ter passado o resto da minha vida sem ver isto que tudo correria bem, eu e eles os dois... :P. A ver se me lembro da outra

      Eliminar
    7. Estou cheia de certeza que estava completamente enganada, descobri-a, é uma tal de Nikka Costa. E não é que a miúda não tem nada a ver com França mas na minha cabeça ela era francesa. Só me ocorre que foram os meus avós que me ofereceram o disco e eles estavam em França nessa altura.

      Estás a ver, a idade não perdoa :) Deixo-te o link, já agora, se não conhecias não sabes o que estavas a perder ;) http://www.youtube.com/watch?v=0x2BY8vJZ7U

      Eliminar
    8. Ai Jesus! Mas essa Nikka é muito má mesmo!!! Não conhecia não... ainda bem! ;D

      Eliminar