quinta-feira, 28 de abril de 2016

treze dias

Foi o tempo necessário.

Li no Google que demoraria meses.
Nada disso.
A situação ficou resolvida em menos de duas semanas.

Uma sala toda pomposa.
Cadeiras confortáveis.
Perguntas e respostas.

No final, mais uma folha de tamanho Aquatro, dobrada ao meio duas vezes, a sair de um bolso. Abre-se a folha, deixando aparecer um longo texto pontuado de algumas palavras riscadas. O rascunho de um discurso. Voz trémula. Algumas lágrimas. Pausas para respirar fundo e continuar.
E eu - a má da fita da história - de novo envergonhada. Querendo, mais que tudo, que aquela voz se calasse. Definitivamente.


Já passou. Já está.
Capítulo encerrado.
gostei do teu abraço. gosto de ti.

10 comentários:

  1. Tribunais? :\ Não percebo já nada da tua vida Mam'Zelle, mas espero que tenha corrido tudo bem! Um beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eheheh... não te preocupes, Anouska. Até eu, por vezes, tenho alguma dificuldade em entender esta minha vida. :p
      Beijo!

      Eliminar
  2. Divórcio... oh Mam´Zelle... acho que entendi bem desta vez...:(
    desejo-te agora muitas felicidades para ti e para a tua Bolachita!
    bisous
    Lili

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hum... joker! ;p
      Muito obrigada, Lili. Tudo de bom para ti também. :)
      Bisous!

      Eliminar
  3. Capítulo encerrado. Ahahahaha.
    Ainda o livro vai a meio e parece que pertence a uma longa trilogia.






    Viver a adolescência nos trinta. Do melhor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não estou a ver qual é a graça.
      Pxiu!





      Só se for para ti.

      Eliminar