sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Foi no primeiro dia do ano #3


Que é como quem diz, foi hoje. 

É verdade, mais uma vez, não me esqueci de comer lentilhas. 
Parece que, quanto mais velha fico, mais memória tenho. Deve ser proporcional as rugas*, esta cena da memória.


E já que, o ano passado, a malta se queixou por eu só ter avisado dois dias depois de um de Janeiro, este ano, interrompi - de propósito, ah pois - o meu dia de ronha feriado para deixar o aviso. Comer lentilhas no primeiro dia do ano traz fortuna para os trezentos e sessenta e cinco (sim, sim, este ano tem mais um dia por ser bissexto, eu não me esqueço - é da idade, lá está) dias restantes, dizem.

Por isso, para aqueles que não sabiam e para os outros que leram o meu post do ano passado mas ainda têm uma memória que vacila (isso com a idade melhora, vão por mim),  toca a pôr de molho umas mãos cheias de lentilhas para comer logo a noite. Que aqui a Mam'Zelle quer a malta toda folgada para poder fazer férias nas Maldivas e/ou para comprar uns Ferraris como os do Cristiano Ronaldo.
E, só para concluir, de nada. A bondade e a generosidade puras não se agradecem.

Ah, já agora, quase que me esquecia (mas não esqueci, atenção. não me esqueci. ui, esta memória...): BOM ANO!





* foi só uma graça. não noto mais rugas coisíssima nenhuma. não, não. tenho de me convencer que não. ponto.

17 comentários:

  1. Podia falar das rugas e a cena da memória mas deixo isso para outra pessoa. Vou-me focar na parte da lenteinhas. A senhora esqueceu-se de mencionar que as lenteinhas são enlatas e só aí o sabor já é diferente.
    "toca a pôr de molho umas mãos cheias de lentilhas para comer..." <- Mentira. Je te acuse.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A sério? Para outra pessoa? Quem será...
      Mas alguma vez disse que as minhas lentilhas (LEN-TI-LHAS. de nada.) não eram de lata? Onde? Onde? Mostra? Mostra? Eu só falei das lentilhas secas porque são mais fáceis de encontrar por cá. (as minhas vieram de França) Pronto.
      Mentirosa é a pessoa que irá falar das rugas e da memória e afins.
      (je t’accuse – assim é que é.)

      Eliminar
  2. Ai Deus te oiça, que a minha memória se piora com a idade estou feita! :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredita, acredita. A coisa melhora consideravelmente. Não te apoquentes por causa disso. :)

      Eliminar
  3. Respostas
    1. pffffffffffffffffffff... Isso só aconteceu porque não lês, religiosa e diariamente, aqui o casebre. A culpa é toda tua, Mexicola Girl! ;p

      Eliminar
  4. un petit sale aux lentilles? avec des saucisses de montbéliard?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É pá. Isso queria eu. Mas não. Nada disso. Só mesmo as lentilhas é que vieram de França. A salsicha foi comprada cá. Já nem sei bem, mas acho que era alemã. :)

      (et toi, t'as mangé des lentilles, le jour de l'an?)

      Eliminar
    2. …non :( ça fait longtemps que j'en ai pas mangé…

      as lentilhas em lata sao produto raro aqui por estas bandas...

      Eliminar
    3. É verdade. Depois de acabar as latas que tinham vindo de França, procurei e foi difícil encontrar. Mas sempre encontrei umas no Continente.
      Para a Bolachita, costumo comprar lentilhas secas, aquelas que temos de pôr de molho. Acredito que sejam mais saudáveis, mas o sabor não tem nada a ver.

      Eliminar
    4. "...mas sempre encontrei umas..." <- colocar o encontrei a negrito.

      Eliminar
    5. Primeiro: Isso querias tu, mandar neste brilhante casebre. Estás tão enganadinho. Coitado.
      Segundo: Isso das palavras a negrito é do mais pindérico que há, fique desde já sabendo. Não me admira nada que venha para aqui com sugestões tão sem classe. Tem tudo a ver consigo.

      Eliminar
  5. bem, nesse caso tenho que ir ao continente com oculos de ver ;) porque ja andei por la a espreitar e perguntar e parecia que estava a pedir uma coisa estranhissima.
    sim, o sabor é completamente diferente, falta-lhe a molhenga :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também me custou encontrá-las. Para te ser sincera, nem fui eu que as consegui descobrir. Estavam lá, no meio das outras conservas, umas latitas pequenas da Bonduelle. :)

      (mudaste de nick?)

      Eliminar
  6. Pela maneira como o prato está tão bem feito. A salsicha tão bem cortada e em forma de sorriso, a broa por cima para ir acompanhando e tudo o resot, até diria que o prato não te pertence. Que for organizado por outra pessoa. Acho. Abençoada seja :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha-me este, armado em estilista-da-culinária. Tão gaja. Madre mia! Pois fique sabendo que o prato era meu, sim.
      Já agora, qualquer pessoa que se sente à minha mesa/bancada (ou onde raio eu coma) é abençoada. Abençoada por ter tal privilégio. Só por isso mesmo. Tau.

      Eliminar
    2. resto – assim é que é.
      foi – assim é que é.
      De nada.

      Eliminar