quinta-feira, 4 de junho de 2015

O Gordon Ramsay que se cuide


Bi... miam! fe... miam! wel... miam! ling... miam! ton... miam!

12 comentários:

  1. Em sendo o próprio, sentir-me-ia, claro, ameaçado ;)
    Ainda para mais, a autora escreve o nome do prato, com fiéis adereços pelo meio, sem se enganar. Por mim, por isso e pelo aspecto, o meu voto é totalmente positivo :)
    Parabéns pelo dom. Que a cozinha exige.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desta vez, foste tu que me fizeste rir. Essencialmente pelo equívoco, devo confessar.
      Não fui eu que confeccionei a iguaria. Mas poderia ter sido. Não sairia assim tão bem das primeiras vezes, mas com alguma persistência e o meu jeito, chegaria lá. ;D
      Acredito que tenha um dom, no que à cozinha diz respeito. Nunca me dei foi ao trabalho de o desenvolver como, parece-me, ele merece. Mas ainda vou a tempo. ;p

      Eliminar
    2. Excelente! :) Mas mantenho o bom aspecto do prato e a pontuação do malabarismo com as palavras.
      Devo assumir, faltou-me o entendimento das entrelinhas.
      Interpretação errada à parte, só prova a elevada conta em que tenho a autora deste espaço ;)

      Eliminar
    3. ;D

      Só queria perceber uma coisa. Como é que alguém, no seu perfeito juízo, pode ter em elevada conta uma pessoa como a autora deste espaço? :p

      Eliminar
  2. Respostas
    1. O sabor não desiludiu, Estudante. Não mesmo. :)

      Eliminar
  3. Não quero estar a ser esquisitinho mas a carne está muito passada.
    Quando o fizeres (em condições, claro), convida-me.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com que então não queres "estar a ser esquisitinho"? Mas tu transpiras esquisitice por todos os poros. Coitado.
      Ahahahahahahah! Esta foi a melhor até agora. Coitado-mor.

      Eliminar