quinta-feira, 11 de junho de 2015

Esclarecimentos necessários para o bem comum #14


Não sou gaja de ouvir Michael Bublé. 
Por mais anos que passem, por mais desmiolada - e surda - que me venha a tornar, nunca vou gostar daquela música. Acredito também - mesmo não acreditando nelas - que, por mais reencarnações que tenha para gozar, em nenhuma conseguirei ouvir uma música do dito até ao fim.

Peço desde já desculpa àquela malta que vai ficar decepcionada comigo, revoltada até. Não chorem (até porque já deviam estar mais do que habituados a sofrer desilusões aqui com a Mam'Zelle). Não partam a chaleira da bisavó que tanta graça dá ao centro de mesa da sala (até porque o raio dos cacos custam tanto a apanhar). Não há nada a fazer. Não é compatível com os meus genes, suponho.

E não. Também não sou sensível ao (suposto) charme do cantor, barra, compositor canadiano. 
Por mais fatos pretos com corte estilosamente perfeito que ele use, não faz o meu género.

Desde já, muito obrigada pela vossa compreensão.
Só para aqueles que se dão ao trabalho de me compreender, claro está.

8 comentários:

  1. não me digas que te ofereceram um bilhete para ir ver um concerto :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uiiiiiii… acho que ninguém se atreveria a ir tão longe. E ainda bem. É que, nesse caso, não responderia por mim... ;)

      Eliminar
  2. Ahaha :P eu gosto de algumas músicas dele. Mas também dispenso lamechice excessiva...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu cá dispenso qualquer tipo de lamechice. Ponto final. ;p

      Eliminar
  3. Michael Bublé é o Tony Carreira avec-das-américas.
    E com esse teu aspectozinho tens tudo para gostar do Tony então só podes estar a brincar.
    Confessa lá. Tu adoras o Bublézinho. Revela-te.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se te deixa satisfeito pensar assim, estás à vontade. Estou-me a marimbar profundamente para o que achas ou deixas de achar a meu respeito.
      Mas, já agora e para concluir, não sou de dizer o contrário do que penso, contrariamente a uma certa pessoa que tu tão bem conheces. Sim, essa mesmo. A tua pessoa preferida, Sr. Egocêntrico-mor.

      Eliminar