sexta-feira, 27 de março de 2015

Não sou eu. Quem diz é... #3


Ingrid Bergman.



Un baiser, 
c’est une ruse adorable 
créée par la nature 
pour arrêter les mots 
lorsque le discours devient superflu.





Achei piada e até concordo. 
Só desconfio de um pormenor. Cá para mim, o beijo não foi criado pela natureza coisíssima nenhuma.
Pensem lá um tico comigo. Se o beijo pode ser, como diz Ingrid Bergman, uma artimanha adorável - e, até aqui, não poderia concordar mais - então só pode ter sido criado por uma mulher.

Tenho dito.

23 comentários:

  1. bom dia,
    discordo, foi mesmo um homem para a sua mulher não falar mais!

    e com isto, assinei a minha sentença blogosférica.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta tua hipótese poderia ser válida se os homens tivessem um pingo de astúcia/esperteza, como lhe queiras chamar, dentro deles. O que não é o caso, como se pode ver pela tua intervenção. Toma. :p

      Sentença blogosférica não sei. Agora que estás lixado comigo, Urso… é que nem imaginas o quanto…
      ;p

      Eliminar
    2. toma o quê, não apanhei nada!

      AHAHAHAH
      ui nada pior que uma mulher despeitada, estou feito ao bife já vi :)

      Eliminar
    3. Pudera, és homem... ;D

      feito ao bife? às postas, isso sim...

      Eliminar
  2. A Natureza... género feminino. :P

    (qualquer dia o tradutor do Google diz que já não me traduz mais nada, e eu que vá tirar um curso de francês se quiser ler-te!!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eheheh
      estou como tu, e ainda pensava eu que percebia alguma cosia de francês...

      Eliminar
    2. Pois, S.o.l. ;) Mas a Natureza é a Natureza e a Mulher é a Mulher. Há uma ligeira diferença, os homens que o digam… ;p

      Eliminar
    3. Olha-me este, a tentar encontrar apoio moral junto das outras comentadoras para cortar na casaca de uma pessoa.

      SHAME ON YOU, Urso!!!!!!!!!!!!!!!

      Eliminar
    4. S.o.l., não te preocupes, o Sr. Google nunca faria uma coisa dessas. A não ser que pedisses para traduzir diálogos ou descrições a puxar para o badalhoco. O que nunca acontecerá por aqui. Como imaginas. ;D

      Eliminar
    5. não falava contigo pah, só disse que não percebo nada de francês tá!?

      fui...

      Eliminar
    6. Ai não falava comigo? Engraçadinho...
      Pois fique sabendo que eu me meto nas conversas que bem entender. Essencialmente se tiverem a ver comigo. Posso?

      vai, vai...

      Eliminar
  3. A Ingrid Bergman não disse nada assim... A mulher nasceu na Suécia e morou em Londres... lá sabia ela falar francês...
    Ohh Mam'Zelle.... :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas eu traduzo para a língua que mais me convém. Posso, Lírio?

      Há quem vá ao Google tradutor para entender os meus posts. Há quem vá ao Wikipédia para se armar em sabichona por aqui. Venha o diabo e escolha… :p

      Eliminar
    2. Não fui nada à Wikipédia, fui ao WikiLeaks... lá sabem tudo :P

      Eliminar
  4. Bem pensado! Concordo a 200%, criado por uma mulher!

    ResponderEliminar
  5. O beijo não cala nada, o beijo diz é muito mais:)

    ResponderEliminar
  6. Uma mulher a criar algo. Aí está algo nunca visto.
    Eiiii...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E se te fosses afogar no rio?
      Ai não queres?
      Que pena.

      Eliminar