terça-feira, 4 de setembro de 2012

A Rentrée é f*d*da





Ele é ver toda a gente atarefada e feliz da vida (ou não) porque está a chegar a já famosa rentrée. Ele é ver a malta toda a iniciar o novo ano. Pois porque, pelos vistos (pelo que tenho visto na blogosfera, assim é que é), o ano da maioria não começa em Janeiro, mas sim em Setembro. Ele é ver balanços e novos planos. Ele é ver a pica toda e mais alguma, porque se fecha um ciclo e se inicia outro. Ele é perceber que todos gostam de ir comprar os novos materiais - são cadernos, são canetas, lápis, borrachas e o resto da tralha toda - mesmo aqueles que saíram da escola há uma catrefada e meia de anos. Ele é perceber que toda e qualquer alminha anda entretida com a bela da rentrée. E eu não.
Ele é, essencial e ironicamente, ficar cansada com tanta agitação, tanto projecto, tanto fervilhar de tudo e mais alguma coisa. Ele é ficar desgastada por não sentir a rentrée coisíssima nenhuma. Porque, para mim, Setembro anuncia-se como o mês anterior. Só que sem companhia para se fazerem mais umas belas férias e, possivelmente, com o tempo a refrescar um tico.
Ele é saber, perfeita e pateticamente, que vou continuar na minha entediante busca de emprego, sem grande esperança de conseguir tal feito.
Ele é não aguentar mais ouvir falar da porra da rentrée que, para mim, não vai existir. Nem faz sentido algum.
Ele é, basicamente, ter uma vida de merd* e assumi-lo.

20 comentários:

  1. M&M, tu andas a frequentar de blogs jovens crianças ou quê?
    Eu não reentréei em nada nem vou reentréiar xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu? Juro que não! E não falo à toa. Nos últimos dias, li uns 4 ou 5 que falavam da malvada :)

      Eliminar
  2. Alors gamine... on doit sourir tout le temps...
    Eu também não vou reentrar, afinal nem saí ainda...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais je souris, je souris. T'as pas vu l'énorme sourire? ;D
      Então vais ter a rentrée atrasada...

      Eliminar
    2. Mas mais fresquinha, que sou menina "encalorada"...

      Eliminar
    3. Bem, isso depende de quando vais sair e de quando voltas...
      Ui, eu adoro o calor. Por mim, era primavera e verão o ano inteirinho!
      Depois ia a França, uma vez ou outra, para matar saudades da neve... :)

      Eliminar
  3. Pensamentos positivos ;P

    Não acredito que ninguém te dê emprego... com um bigode desses

    homem sem blogue
    homemsemblogue.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem, o meu pêlo-na-venta, se é a isso que te referes, não ajuda nada, mas mesmo nada para arranjar emprego...

      Eliminar
  4. "sem grande esperança"?? Mas o que é lá isso? Pensamento positivo :D força aí e boa sorte!

    ResponderEliminar
  5. Oh estou-me a sentir sozinha num mundo sem reentrées xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai tu és daquelas que adere à coisa, ó Clementine? ;p

      Eliminar
  6. Isso de estares de antemão derrotada, não está com nada, Mam. Há que ter esperança, e fazer força para que tudo corra bem, menina. Vais ver que nem sempre o diabo está atrás da porta. :)


    (às vezes, está escondido na casa de banho, eheheh)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não estou de antemão derrotada, Vic. Sou bastante realista, só isso.

      (Ahahahahah! Mas tão engraçadinho que o senhor está hoje... Estou a gostar de ver. Estou, estou... :p)

      Eliminar
  7. Ai ohhh pahhh! Eu também não faço reentré nenhuma pahhh! Isso é só em Janeiro e porque o ano muda de numero e todos fazem uma festarola por isso ;P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha, desculpa lá... Não sei como é que o teu avô dizia a coisa, mas na palavra "rentrée", como tu a escreveste, um "e" encostou-se ao irmão errado... ;p
      Então és cá das minhas. Mudança de número e festarola é que implica mudança e novo ano! :)

      Eliminar
    2. Opahhh, tens de me desculpar alguns erros que isto é de falar françuguês ;)

      Eliminar
    3. Claro que eu desculpo. Entendo-te perfeitamente. A arte de falar françuguês não é fácil... ;)

      Eliminar