sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Isto não tem nada a ver com o natal


tem a ver com pessoas. Com afinidades. Com amizade.


Aproveitaste esta época do ano que - como já disse e muito bem - é rica em bondade, benegnidade, caridade, solidariedade, generosidade e tantas outras coisas terminadas ou não em -dade para ter notícias minhas. [Vá lá, não negues que já te vou conhecendo um tico.] Querias saber de mim, tal e qual como eu queria saber de ti. Querias mostra-me que, mesmo andando tu mais silencioso, eu não estava esquecida.

E ainda bem que o fizeste. Voltaste a colocar um sorriso neste meu rosto, todo ele uma constipação pegada. E, só por isso, já valeu a pena. 
Minto. Não foi só por isso. O sorriso, agradeço-o de bom grado. É um facto. Mas o mais importante foi perceber que a nossa amizade, lá por ser blogosférica, não deixa de ser verdadeira. Não deixa de ser inteira. Não deixa de ser nossa.

Obrigada, uma vez mais. [já perdi a conta às vezes que te agradeci por aqui. um dia, vou ter de as contar. a todas elas.]
Obrigada, amigo.

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Ahahahahahah!





      Só mesmo quando as galinhas nascerem com dentes é que escrevo um post para ti.

      Eliminar