sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Porque, a mim, ninguém me rouba os figos ou Miam! Miam! #10


A minha figueira, plantada há poucos meses, já deu um figo maduro. 

Mal o vi, apanhei-o.


E tratei-lhe da saúde.

10 comentários:

  1. Quase que aposto que lhe chamaste um figo! ;p

    ResponderEliminar
  2. A tua figueira deu um Aeroporto? Chiça...

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hein? Em minha defesa, nos últimos dias não tenho andado psicologicamente apta para as tuas sublimes piadas.
      Se quiseres que eu dê uma boa gargalhada, vais ter de me dar uma ou outra pista.
      Vá lá, não sejas cortes, C.N. Gil.

      ;)

      Eliminar
    2. Primeiro, pensei que pudesse ser uma piada com o Luís Figo (um pouco gasta demais, mas pronto). A seguir, pensei melhor: espera lá, que eu saiba, o gajo ainda não inaugurou nenhum aeroporto, só se foi muito recentemente, para fazer pirraça ao Ronaldo a ao seu hotel. Descartei a ideia.
      Depois, pensei que pudesse ser um aeroporto de seu nome Figo Maduro (juro! pensei nisso!), mas achei a ideia tão parva que me ri de mim mesma.
      E, afinal, sou só uma grande inculta. (ei! não sou de Lisboa, ok?!!)
      Nunca mais me vou esquecer desse Aeroporto Militar.
      Obrigada, C.N.Gil.

      :D

      Eliminar
  3. É mesmo caso para dizer: nham nham!!! Que belo aspeto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O olha que o sabor ainda era melhor que o aspecto. Garanto. :)

      Eliminar
  4. Comer só metade do figo é que mais tarde.
    Tristeza.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só o comi todo porque a Bolachita não quis.




      hein? ...
      Oferecer a outra pessoa?
      Mas como assim?

      Eliminar