sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Quando o verde e o laranja até combinam #6






Já agora, aproveito para desabafar um tico.
É que é muito bonito deixar-vos aqui, quase diariamente, posts bem-dispostos, cheios de humor inteligente, de textos brilhantes de tão pertinentes, de fotos de alta qualidade artística. Mas uma pessoa não vive num mundo perfeito. Aliás, a pessoa - que sou eu - vive no mesmo mundo cheio de porcaria onde vive o resto da malta (acreditem, acreditem). 
Portanto, é óptimo divertir-vos. É ainda mais óptimo divertir-me convosco. Mas há coisas menos bonitinhas que têm de ser ditas.
E eu digo que estou fartinha de cortar legumes em micro pedaços. 
Por mim, a Bolachita agarrava numa perna de frango com uma mão, numa carcaça com a outra e não parava de dar ao dente enquanto não fosse tudo comidinho até ao osso (na parte do frango, que a carcaça, por enquanto, não tem nada que se deite fora. acho). 
Isso não acontece, ainda. Daí o meu desalento. Daí também este meu desabafo. Daí ainda a minha gratidão por lerem estas linhas e entenderem o que eu digo e, melhor ainda, o que eu sinto. 
Empatia é bom e eu gosto.
Agradecida.

10 comentários:

  1. Compreendo-te! Estive nessa situação há poucos anos... Estou solidário contigo!

    Já agora, numa resposta a outra coisa que não esta, estás bem conservada para a idade! 44 à beira dos 45!

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela tua solidariedade, C.N.Gil.

      Eu sei, eu sei. Diz que é da ruindade. Parece que conserva.
      Olha, falhei por pouco. Sete anitos de diferença. Quase nada, portanto.
      (sim, porque eu estou a beira dos trinta e oito.)

      ;)

      Eliminar
  2. Deixa, isso passa, o importante é não perder a esperança! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu cá acho mais importante não perder a paciência. ;p

      Eliminar
  3. Eu gostava de ter paciência para cortar legumes em bocadinhos pequeninos. Nas minhas sopas coloco cada pedação...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu, para as sopas, passo a varinha mágica e está a andar. Agora, para a pequenita começar a habituar-se a comer comida não passada, tenho de cortar tudo em pedaços bem pequenos, caso contrário, ela não consegue comer.
      Enfim, nas últimas semanas, notei que já está a melhorar bastante. :)

      (se fosse para mim, também não teria tanta paciência. :D)

      Eliminar
  4. Não faço a mínima ideia se te vou ajudar mas acredita que é com boa vontade: é que já há à venda pacotes plásticos com os vegetais cortadíssimos e lavados (é o que está mencionado no dito pacote) prontos a serem comidos, as saladas, o para serem cozinhados.
    Se ajudei, não tens que agradecer; se assim não foi... sorry!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agradeço, pois! Muito obrigada, Kok, pela tentativa de ajuda e pela boa vontade. :)
      Por acaso, já vi disso à venda, sim. Mas não estou para aí virada. Prefiro escolher os legumes. Ver se estão mesmo frescos, já que são para a pequenita. Aquilo ali, já tudo cortadinho, mete-me um tico de confusão. Depois, fica bastante mais caro. Não se justifica, quanto a mim, optar por essa alternativa.
      Nada de ‘sorry’. Todos os comentários são bem vindos. Mesmo aqueles que, à primeira vista, não ajudaram por aí além. ;D

      Eliminar
  5. Legumes e combinar não foram feitos para ficarem na mesma frase. Ponto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só se for no teu mundo. Pequenino e triste.

      Saboreia aí as tuas papinhas de aveia com mel. E deixa-te de comentários foleiros. Vá.

      Eliminar