quinta-feira, 14 de maio de 2015

Será? #2



Hum... não me parece.
Aquela história de que gajo alto protege e outras tretas melosas do género não me convencem.
Gaja que é gaja não precisa de macho (aliás, não precisa de ninguém) para a proteger. 
E, depois, uma pessoa tem de andar de saltos altos para não fazer tão má figura e, isso sim, é uma grandessíssima chatice.

18 comentários:

  1. Pois que Ella concorda plenamente contigo! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas eu tenho ideia de que és altita, não?
      Quanto é que a menina mede?

      Eliminar
    2. Um mísero 1,64m!
      (Vá, de saltos são mais uns 8cm! :P)

      Eliminar
    3. Pois. Sendo assim, também és pequenita. :p

      Eliminar
  2. Eu também não acheu que precise, mas é o que me sai na rifa! Com 1,55 tenho ao lado 1,80... valha-me que eu gosto dos saltos altos! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem, se é o que te sai na rifa, tens mais é que aceitar/aproveitar. :)
      Eu também não desgosto de saltos altos, atenção. Os meus pés e o meu equilíbrio é que não acham tanta piada. Essencialmente nesta calçada portuguesa que veste as ruas de Coimbra.

      Bem-vinda, Ana!

      Eliminar
  3. A miúda tem pêlo na venta e o humor bastante apurado. Tive de pensar um pouco para me lembrar das mulheres mais baixas que tenho à minha volta e, garanto, as comprometidas têm um homem mais alto ao seu lado. Não será uma convicção delas, mas é um facto da ocasião. É amor, é sempre o amor ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Real Desprovido (que, cá para mim, sentido de humor apurado é uma grande qualidade). Mas olha que nem toda a gente acha graça a este meu sentido de humor. Nunca cheguei a perceber porquê. ;)
      Pois. O amor é capaz de ter culpa no cartório, sim senhor. Mas, tendo em conta que aqui a Mam’Zelle não percebe nada dessas coisas, não se pode pronunciar. :)

      (quando dizes que essas mulheres comprometidas que conheces têm homens mais altos a seu lado, é quão mais altos? É que, uma coisa são cinco ou dez centímetros de diferença, outra coisa – completamente diferente - são vinte e tal…)

      Eliminar
    2. Voltei ao meu exercício de memória e, agora confrontado, as mulheres baixas que conheço partilham a vida com homens ligeiramente mais altos. Nada de extraordinário. De todos, ressalvo um casal em que, de facto, a diferença é bastante evidente. Não sei se lhes favorece a relação. Volto ao amor. Creio, quando não me esqueço, na ligação afectiva ;)

      Eliminar
    3. Ah, bem me parecia. ;p
      Também quero acreditar na ligação que se gera através dos afectos. E, assim sendo, ainda não perdi por completo a esperança de que, de facto, as coisas fazem mais sentido a dois. Seja esse ‘dois’ constituído por pessoas do mesmo tamanho ou com alturas substancialmente diferentes. ;)

      Eliminar
  4. Eu não gosto deles muito altos. É que isso faz-me sentir um brinquedo ao pé deles :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E gaja que é gaja não quer ser brinquedo de ninguém, né? ;D

      Eliminar
  5. Sempre ouvi dizer que deitados na cama somos todos do mesmo tamanho :-P

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se partirmos do princípio de que as mulheres só precisam dos homens para assuntos de cama, estás certíssimo. ;p

      Eliminar
  6. Sim, um gajo alto protege.
    Gaja que é gaja, é fufa.
    Conclusão final: Que grandes...(.Y.)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Piada boa.
      Conversa de gaja ressabiada.
      Conclusão final: invejosa.

      Eliminar