segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Diz que é uma espécie de aniversário


Hoje é que é o dia.
É verdade. Só hoje (ou depois de amanhã, depende do ponto de vista) é que faz dois anos. No entanto, naquela cabecita oca, já passaram mais de quatro. O dobro, portanto.
Apesar de o engano ser considerável, não dá para levar a mal. De todo. Aliás, até se entende perfeitamente o equívoco. É tal e qual os filmes do Manoel de Oliveira. Uma pessoa vê uns dois minutos e parece que já está a olhar para aquilo, no mínimo dos mínimos, há umas quatro horas.

 


Uma coisa é certa. O tempo psicológico é tramado que só ele e não engana. Diria até que é tremendamente revelador.
Resumindo. Grau de saturação no nível máximo. E não se fala mais nisso.

12 comentários:

  1. Respostas
    1. De que falo eu, Til?
      Pois que falo de algo que aconteceu há dois anos atrás e que, para uma determinada pessoa, parece que já lá vão quatro.
      Finalizo, mostrando que o tempo psicológico é top para se chegar a certas e determinadas conclusões.
      Simples :)

      Eliminar
  2. Mulheres e as datas. Bem...
    (estou impressionado)

    P.S.- Aquela pintarola vermelha escura que foi mais pressionada e deixou um cratera está a irritar-me. Destoa no meio das outras. Deves ser tu...enfim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso, esta data tinha-me passado completamente ao lado. Tive de ir pesquisar porque, de uma coisa tinha eu a certezinha, não tinham passado quatro anos nem nada que se pareça. E, uma vez mais, tinha toda a razão do mundo e a outra pessoa, como sempre, estava redondamente enganada.
      Agora, concordo que, regra geral, as gajas é que sabem as datas todas. Até aquelas datas mais insignificantes. Por exemplo, ser a primeira pessoa a lembrar-se do aniversário de outra que não conhece de lado algum, parece-me típico-zinho de gaja.

      P.S. Também reparei. Achei graça, justamente por causa disso. E, tens razão, é tal e qual eu. Destoo e irrito. Adoro. E estou-me nas tintas para o que a malta acha ou deixa de achar. Minto. Adoro. E dá-me um certo gozo que a malta ache tudo do mau e do pior a meu respeito. Assim é que é.

      Eliminar
  3. Ai Mam'Zelle, tu desculpa, mas já li este post duas vezes, incluindo comentarios, e continuo sem perceber do que falas! Estou como o Til :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porra p’ra vocês, pá! Nem com a explicação que dei à Til ficaste mais esclarecida? Será que perdi as minhas competências de comunicação? Estou feita… ;p

      Eliminar
  4. Ai Mam'Zelle, já li este post duas vezes, comentários incluídos, e continuo sem saber do que falas! Estou como o Til :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem… não só leste o post e os comentários duas vezes como te viste na obrigação de também comentar duas vezes para eu perceber que não estavas na tanga. Está certo. Até que tem a sua lógica, realmente ;D

      Eliminar
    2. eheh oh pah! foi da net! :P
      (e continuei sem perceber!)

      Eliminar
    3. A net tem as costas largas, é o que lhe vale... ;p
      (até parece que criei um enigma ou o caraças...)

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Aleluia! Alguém que me entenda!
      Muito obrigada, Lia :)

      Eliminar