sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Quem me manda ter (só) um metro e sessenta e três?


Parece que a pessoa é alta.
A pessoa gosta de se meter com a minha altura.
Melhor dizendo, a pessoa aproveita todas as oportunidades e mais alguma para gozar com o meu tamanho.
Nunca vi a pessoa mais gorda. Aliás, não sei se é gorda, magra ou assim assim.
Só sei que a pessoa, supostamente, é alta.
Vou ver a pessoa pela primeira vez (e última, é bom que fique claro).
Vou ter de levar saltos altos.
Se a pessoa for, efectivamente, alta, não vou fazer tão má figura.
Se a pessoa não for, realmente, assim tão alta (que é o mais certo), vou poder gozar (ainda mais) com ela.
Vou levar os meus saltos altos e vou ficar a ganhar, seja qual for a estatura da pessoa. Toma lá!  (muaaaaaaaaaaaaaah!)
Os meus pés é que não vão achar tanta graça à brincadeira. 
A sorte dos meus pés (e a minha) é que será só desta vez e mais nenhuma. Ah pois.



nota
a sorte da pessoa é eu não ter saltos altos à séria. uns míseros dez centímetros. muito pouco, portanto. 
e é em situações como esta (mas mesmo só como esta - em que parecer mais alta dava um certo jeito - atenção) que até gostava de ter sapatitos altíssimos, tipo talons aiguilles à femme fatal.

6 comentários:

  1. Eu também tenho essa altura e não me acho nada baixa...:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas olha que também nunca me achei baixa, Til. Nunca, até ir lanchar com uma pessoa de quase dois metros… ;)

      Eliminar
  2. Vá... tenho 1.72.. e sempre tive complexos de ser a maior da turma :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois. Acredito que, em criança, não deve ser fácil ser-se alta em Portugal. Mas, a partir do momento em que te tornaste adulta, deves ter passado a achar-te poderosa. Confessa lá, Lírio? ;)

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Eheheh…
      Sempre estive rodeada de mulheres pequenas. A minha avó também tinha 1,50m; a minha mãe tinha 1,55m e a minha irmã tem 1,53m. E sempre ouvi dizer que a mulher quer-se pequenina, como a sardinha. Por isso mesmo, tu é que estás bem. Não queiras trocar com ninguém ;)

      Bem-vinda, Marcia Leonor!

      Eliminar