terça-feira, 6 de outubro de 2015

Ainda nada está perdido


Porque, mesmo parecendo que as coisas não param de correr menos bem para o meu lado,


a luz está cá. Ó, ali, vêem? Por cima da minha cabeça... A iluminar-me... Ou outra treta qualquer do género. 


Desculpem, mas não sou boa nestas coisas de energias super hiper mega positivas e optimismos exacerbados e frasezinhas do dia a dizer que tudo vai bem no melhor dos mundos basta, para isso, acreditarmos com muita força. E, já agora, acreditarmos nos príncipes encantados e na paz no mundo e na cura de todos os males e noutras tretas cenas do género também.
Eu cá não consigo.
Mas tentei, ok?




nota: atenção, não sou pobre e mal agradecida. sei que, apesar de tudo, tenho muita sorte. tenho uma filha linda de dois anos que, até agora, não teve qualquer problema de saúde. transborda alegria e energia e é linda (ai já disse?). também não me tenho queixado, apesar da idade já avançada, de qualquer maleita e há, até, algo a palpitar dentro de mim, num órgão qualquer, nem sei bem qual. por isso, tudo poderia ser bem pior e não o é. e isso, fazendo contas à vida, é que interessa efectivamente.

8 comentários:

  1. Respostas
    1. Olha ela, a gozar com uma coisa séria.
      Será que ninguém me leva a sério mesmo?!
      ;p

      Eliminar
    2. claro que te levamos a sério. Viste a luz e tudo e toda ela te iluminou

      Eliminar
    3. Então por que raio te riste feita parvinha, hein?
      Mau...
      ;pp

      Eliminar
  2. Nota-se que esse raio de sol foi acrescentado no paint. És cheia de destreza nesses programas. Abençoada.
    Uma parede em Coimbra sem grafites? Viva o luxo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Blablabla de gajo-invejoso-que-só-ele por não ter fotos destas.
      Destreza? Dizem que tenho muita, é um facto. Mas nada tem a ver com programas.
      Abençoada? Podes crer.
      Então não percebeste que os grafites foram tirados com o milagroso paint? És tão inocente-zinho...

      Eliminar