sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Daquilo dos beijinhos

 
(AVISO: o post que se segue é do mais lamechas que há. Prometo, no entanto, não voltar a repetir tal coisa.)


Desde que tenho a Bolachita que não paro de os distribuir às bochechas mais irresistíveis de todos os tempos, as dela. E, tal como referi aqui, sinto que devo aproveitar ao máximo enquanto não tem a capacidade de reclamar.
 
 
Pois bem. Parece que há quem não reclame, mesmo já tendo a idade necessária para saber perfeitamente verbalizar o que quer ou deixa de querer. E não só os pede como os retribui a dobrar.



Agora só espero que a Bolachita saia a esta primita.
É que a E. nunca me tinha visto mais gorda. Mesmo assim, e por mais estranho que possa parecer, mal lhe peguei ao colo, começou a encher-me de beijos.


Já disse que a criançada é um dos poucos (muito poucos mesmo) pontos fracos aqui da Mam'Zelle? Pronto, está esclarecido.
 

24 comentários:

  1. Respostas
    1. Ok, ok... Admito, até porque avisei as mentes menos sensíveis disso mesmo, no início do post.
      Agora. Uma coisa é deixarmo-nos levar por uma lamechice ou outra, lá muito de longe a longe. Outra coisa é assumir-se descaradamente que se é lamechas... ;p

      Eliminar
  2. Lamechices fofinhas, deixa lá! (São tão boas! :D )
    IF

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não! Não! Não!!!!!!!
      'lamechices' e 'fofinhas' numa mesma frase é que não dá mesmo. Porra p'ra ti!
      :p

      Eliminar
    2. Hihihihihihihi, mas tu gostaste que eu sei (das lamechices fofinhas da prima da Bolachita :P )

      Eliminar
    3. Nem sob tortura, confesso tal coisa! :p

      Eliminar
  3. Os meus primos têm 15 anos e continuam a agarrar-me e a encher de beijinhos e abraços :P Se estiver no gene vais receber beijinhos da Bolachita com fartura até ao fim dos tempos ^^

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu receio é que os genes da Bolachita puxem aos meus...

      Eliminar
  4. Respostas
    1. E ficamo-nos por aqui, que a Mam'Zelle não tem nem mais um ;p

      Eliminar
  5. Que fofa ;)
    Gosto tanto de caracois rebeldes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ;)
      Caracóis? Rebeldes?! Ai... mas... aquilo do fofa não era para mim?! Insensível pá! ;p
      Também eu. Uma pessoa, por mais que não queira ser lamechas, não consegue resistir.

      Eliminar
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha outra que queria fazer disparar os comentários. Só que depois arrependeu-se. Mais pourquoi?!!

      Eliminar
    2. Estava em saldos. :)

      (O comentario estava sempre a dar erro. E saiu a dobrar)

      Eliminar
    3. E os teus fios prateados saltam à vista ou será apenas o reflexo da luz - Foto 2

      Eliminar
    4. Boa desculpa ;p

      Mas que bela metáfora para tentar insinuar que aqui a Mam'Zelle tem cabelitos brancos (lá está a tua imaginação a galopar de novo ;D). Pois que não tenho nem um. E também não pinto o cabelo. Já fiz muito daquelas colorações que saem com as lavagens (o que eu gostava mesmo era de ser ruiva. mas este tipo de coloração não resulta. tenho o cabelo demasiado escura. seria preciso fazer uma coloração à séria. e como tenho cabelitos finos e que caem que é uma coisa doida, não os quero fazer passar por tal provação...)

      Eliminar
  7. Bem, devo ter descoberto a viagem no tempo, ou então hibernei.
    A tua miúda está enorme e ficou com o cabelo encaracolado como a representação dos anjos no Renascimento. Já a senhora, ficou com o cabelo com brancas.

    C

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esqueceste-te de uma hipótese: “ou então sou estúpido e não tenho emenda possível”.
      (já agora, das três, é esta última que está certa.)

      Eliminar